Maisa Caroline

VEEEEERSÃAAAO BRASILEEEEEEEEIRA: ÁLAMO!

Vamos imaginar a seguinte cena: começa um desenho na TV, você de longe ouve atentamente a vinheta e corre para a sala e em uníssono com o locutor completa a frase: “Versão Brasileira…”. Espera! Será que você acertou o nome do estúdio ou se confundiu mais uma vez? (=D) E aí, qual botão você apertou? Bom, se apertou Álamo, acertou! Porque é sobre esse grande estúdio de São Paulo, o paraíso dos tokusatsus (séries japonesas com efeitos especiais bem característicos) e animes no Brasil, o nosso assunto de hoje! Bora lá?

  Quem cresceu em frente à TV, como eu, pode afirmar que uma das coisas mais divertidas em assistir a desenhos, séries e filmes naquele tempo era mesmo brincar de locutor repetindo as famosas vinhetas, fora cantar as músicas de aberturas, (Hehehe!).  Está certo, às vezes, nos confundíamos mesmo (e isso dava uma raiva! =D), afinal eram tantos os estúdios, mas dois grandes rivalizavam e disputavam a nossa atenção, eram respectivamente: a Herbert Richers (RJ) e a Álamo (SP). Sinônimos de qualidade e muita produção boa e bem dublada, recheadas de vozes marcantes.

Sede da empresa de dublagem Álamo que localizava-se no bairro da Vila Madalena em São Paulo.

  Foi ali na cidade de São Paulo, precisamente em 1972 que tudo começou quando o inglês Michael Stoll, até então técnico de som, resolveu investir no ramo da dublagem e empreender criando o seu próprio estúdio, a Álamo. Alguns anos antes, Stoll havia sido convidado para vir ao Brasil integrando uma equipe de profissionais estrangeiros que trabalhariam na Companhia Cinematográfica Vera Cruz, produtora e distribuidora de filmes nacionais. Uma vez adaptado ao Brasil e aliado à sua experiência no mercado cinematográfico, com a extinção da Vera Cruz, a crescente popularização da TV e da dublagem, convergiram para a criação do seu  próprio estúdio.

 E a Álamo, sem dúvida marcou época, tanto pela qualidade dos seus produtos dublados e bem acabados, quanto pelos profissionais qualificadíssimos que compunham seu quadro de funcionários e pelas inovações tecnológicas implementadas no mercado da dublagem. Agora, o que realmente para a grande maioria que quando ouve a palavra “Álamo” salta à memória e acabou por transformar o estúdio num paraíso cobiçado por fãs da cultura pop oriental, são todos os tokusatsus e animes dublados por lá, tais como: Jaspion, Changeman, Flashman, Jiraiya, Os Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, Digimon Frontier, Fullmetal Alchemist e muuuuuuitos outros.

Changeman e Jaspion _ exemplos de tokusatsus de enorme sucesso na TV brasileira durante a década de 80.

 Mas nem só de anime e tokusatsu vive um estúdio, não é? Por lá também foram dubladas coisas maravilhosas que marcaram gerações, como as animações: Bob Esponja, Os Rugrats (Os Anjinhos), O Fantástico Mundo de Bobby, Hey Arnold!, Doug e Homem-Aranha. E filme será que teve? Ah teve sim! Jurassic Park, Grease, Top Gun, Hight School Musical 1 e 2, O Poderoso Chefão, Hair Spray e muito mais. E ainda temos as séries. Você lembra de alguma? Lembro-me dessas aqui: Muppets Show, Anos Incríveis, Super Vicky, O Mundo de Beakman, Dr. House e Hannah Montana. E para além dessas produções marcantes e muito bem dubladas a Álamo também foi a responsável pelo acabamento sonoro e mixagem de grandes produções nacionais como: Ilha Rá Tim Bum, Cidade dos Homens, Tropa de Elite, Meu Nome Não é Johnny.

 E os dubladores? Eu sei que você já deve estar se perguntando. Calma, tranquilidade! (=D) Você acha mesmo que eu iria esquecer de citar as nossas maiores estrelas? Não mesmo! (Hehehe!) Algumas das vozes que passaram pela Álamo e marcaram presença nos emocionando até hoje foram: Líbero Miguel, Orlando Viggiani, Helena Samara, Nelson Machado, Cecília Lemes, Maximira Figueiredo, Francisco Brêtas, Eduardo Camarão, Fátima Noya, Zodja Pereira, Hermes Baroli, Gilberto Baroli, Nair Silva, Zayra Zordan, Cassius Romero, Carlos Campanile, Marli Bortoletto, Fernanda Bullara, Wendel Bezerra, Úrsula Bezerra, Angélica Santos, Carlos Takeshi, Eleonora Prado, Sérgio Rufino, Marcelo Campos, Tatiane Keplmair, Rodrigo Andreatto, Fábio Lucindo, Jussara Marques e tantos outros incríveis dubladores como estes. 

Cavaleiros do Zodíado e Dragon Ball Z _ exemplos de animes que alcançaram grande repercussão no Brasil na década de 90.

 A Álamo foi realmente uma grande empresa e suas produções dubladas foram um verdadeiro fenômeno de audiência e tendo atingido seu auge entre os anos 80 e os anos 90, culminando na popularização da cultura oriental no Brasil e por tirarem os dubladores do anonimato. Na verdade, o pontapé inicial foi dado pelos fãs de Cavaleiros do Zodíaco e vale lembrar que na época a dublagem foi realizada pela Gota Mágica e mais tarde redublada pela Álamo, na qual mantiveram-se os dubladores originais (uma vitória dos fãs da dublagem!). Ora, enlouquecidos com o anime e ávidos por conhecerem a quem pertenciam as vozes de seus heróis, os fãs passaram a investigar e a se reunirem. Esse engajamento foi o ponto de partida para eventos de cultura pop que hoje contam com a participação dos dubladores. (Toda nossa gratidão aos fãs de cavaleiros por iniciarem esse movimento!).

Estúdios Álamo

 A parte triste desta história é saber que esse estúdio fechou suas portas em 2011 e infelizmente não contaremos mais histórias tão bacanas como estas vividas por lá. A parte alegre é que podemos revivê-las através dos produtos dublados por eles e preservar essas histórias que vivem em nossas memórias compartilhando e recordando tanto com quem viveu essa época como com quem não viveu, mas ama a dublagem e deseja saber mais. Fazendo assim com que essas memórias e o trabalho realizado pela Álamo perdure por muito tempo. Certo? E você fã do Versão Dublada é um deles! Então agora é a sua vez, comente aí embaixo o que achou e compartilhe com seus amigos! Até a próxima quinta com mais curiosidades sobre o mundo da dublagem!

10 Comments

  1. Luana Flor says:

    Minhas tardes eram recheadas de desenhos animados. Eu amavaaaa ver Dragon ball com meu pai, era meu programa favorito!

    É sempre bom ler matérias como essa q me trazem NOSTALGIA!

  2. Deyse says:

    Ahhh Bin esponja! Para mim uma das dublagens mais marcantes dos desenhos animados! Uma pena a Alamo ter acabado…

    • Bob Esponja é ícone! rs 💛🤩 Uma boa dublagem faz isso com a gente, né? Marca pra sempre na memória! Ah Deyse, também fico triste pelo encerramento da Álamo, um patrimônio da dublagem que agora vive só nas melhores lembranças da gente!

  3. Amanda says:

    Até hoje a dublagem brasileira de anime é considerada a melhor do mundo! E não é à toa! Tínhamos um ótimo estúdio e excelentes dubladores! Um verdadeiro orgulho do nosso país!

  4. says:

    Qm nunca brincou de dublar a vinheta de abertura fã de dublagem não é xP
    E as músicas de abertura! Eu tinha um caderno com a letra de várias aberturas de animes, pq lá entre o fim dos anos 90 começo dos 2000 não se tinha a facilidade de dar um Google rs
    Ah os fãs de animes e seus eventos que nos possibilitaram conhecer a voz por trás dos nossos heróis… Boas lembranças e bons tempos ❤️
    Obrigada especial aos fãs de CDZ que deram o ponta pé para isso 🤩
    Obrigada por mais essa contribuição maravilhosa e por permitir reviver as boas lembranças de minha juventude (até pareço uma velhinha falando assim xP) !
    Beijão Mai e até a próxima semana 😊

    • Lê, que história maravilhosa! hehehehe Amei o seu relato! Realmente você é muito fã de anime e dublagem, até caderno com as letras das músicas…caramba! rs Bem fã! Sim, era bem divertido brincar de locutor e cantar as aberturas dos desenhos, confesso que faço até hoje! hahahaha Quem viveu sabe! Obrigada a você por acompanhar o meu trabalho e me incentivar com mensagens assim! Fico feliz em saber que além de informação, levo alegria a vocês! Bjo!💛🤩

  5. Marcela Ilustrapop says:

    Genteeee ainda bem que eu vivi os dias de glória dos produtos dublados pela Álamo 😍😍😍 amava cavaleiros do zodíaco, os anjinhos, fantástico mundo de Bobby …aiinnn que saudade!!! Pena os maiores estúdios de dublagem terem fechado as portas, mas ainda podemos revivê-los como você disse através desses clássicos da dublagem que eles deixaram para nós!!! Amei o texto, como sempre você arrasou nos contando essa rica história em detalhes preciosos!!! 😘😘😘😘

    • Marcela, ainda bem que vivemos isso tudo! Tão bom! Own, que saudade desses estúdios! Eu arrasei?! Que maravilha!hehehe Muito obrigada por essa mensagem tão cheia de boas recordações e incentivos! 😘💛🥳

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *