Vídeos

Tenho algo sobre o Versão Dublada para lhe falar!

Desde quando criei o canal em meados de 2015 (embora o primeiro vídeo tenha publicado em março de 2017), sempre tive em essência, fazer tudo sozinho. A parte de comunicação e assessoria, apresentação dos quadros, roteiros, direção, edição, social media… de tudo e mais um pouco. Aos poucos entraram colaboradores que, infelizmente, os perdi para o capitalismo (se é que vocês me entendem), embora os compreenda perfeitamente. Para não perder a qualidade dos vídeos e a minha característica que era fazer vídeos com o coração, segui fazendo tudo sozinho. E lá se foram três anos.

Ah, um detalhe importante sobre o que você está lendo, combinei uma coisa comigo mesmo, o que eu escrever eu vou manter, logo, tudo que vocês irão ler a partir daqui, eu não irei remover ou adaptar, será a forma mais pura e real do Ygor Guidoux (ou Ygor do Versão Dublada como vocês me conhecem) falando por e para vocês. 

No ano de 2019, quando eu sai da minha última empresa que trabalhava como CLT, foi um choque e um alívio ao mesmo tempo, eu liderava uma equipe que chegou a algum momento a marca de 40 pessoas, sendo elas CLT, PJ, estagiários, freelancers e agregados de outros setores. Era cansativo, não tinha finais de semana, noites ou feriados. Aprendi a virar um líder, estudei Scrum, Design Thinking e até fiz coach de liderança (para você ver o quão disposto eu estava em melhorar), apesar de todos os momentos conturbados nessa jornada de prazos apertados e reinvenção da forma de lidar e trabalhar a cada nova segunda-feira, sai a base de aplausos pela minha ex-equipe, algo que jamais esquecerei. 

Seguindo um caminho mais meu e promovido por escolhas baseadas no meu gosto e interesse, dediquei um tempo maior ao Versão Dublada e, por mais que eu tenha consciência que consigo fazer tudo sozinho (na verdade ninguém consegue, mas sou teimoso, rs) eu decidi que sim, era a hora de abrir as portas do Versão Dublada para quem quiser fazer parte da família. E, assim, surgiu o site do Versão Dublada 2.0. Começando pela programação que ficou a cargo do querido amigo, Roberto Bazanella. Em seguida, convidei um time de amigos parceiros de páginas e dei de presente uma coluna semanal para falarem o que quiserem dentro de suas expertises e, assim, promover ainda mais a arte e profissão da dublagem. Assim, entraram na equipe:

Nerdicionário, Team Comics, Arena dos Filmes, Cadê o Léo Francisco?, Planeta da Dublagem, a jornalista Juliana Magano e a pesquisadora e especialista de gestão cultural Maisa Caroline. 

Em uma fase atípica que o planeta vive, no qual, a maior forma de amor é ficar distante um do outro, eis que me encontro aqui, pronto para um recomeço em equipe, ensinar pessoas e aprender com elas, fazer parte de um só e, o principal: promover a arte e a profissão da dublagem com o Versão Dublada.

Então, como um ecossistema em formação, o site do Versão Dublada vem nesse propósito. E o meu primeiro texto é basicamente um agradecimento público a todos os meus inscritos queridos, os amigos dubladores que fiz nesses três anos (alguns antes), os amigos de páginas que tenho a honra e o orgulho de dizer que sou amigo e parceiro de toooodos que falam sobre dublagem, principalmente a Dublapédia BR, os queridos amigos da equipe do canal que sempre ajudam em vídeos maiores como Rômulo Salamon e a Thainá Gomes e, agora, os queridos amigos da equipe do site do Versão Dublada.

Desde quando criei o canal, agora posso finalmente dizer: tenho uma equipe e não estou só. 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *