NOTÍCIAS

Precisamos conversar sobre adaptação na dublagem!

A dublagem não é uma tradução literal e sim uma versão versão brasileira.

Existem vários filmes, desenhos e séries que tiveram adaptações em dublagem, na qual, o que foi dito difere muito do texto original. Mas você já parou para se perguntar o porquê disso? Bom, vou tentar te explicar!

Vai existir um lado da moeda que vai falar: “É um absurdo! Tentativa de aparecer e chamar atenção!”, porém, o que pouca gente se atenta ou procura saber é que tem um motivo bem lógico para as adaptações linguísticas na dublagem

Os dubladores, quando lhes é permitido, adaptam algumas expressões para nossa cultura na dublagem, com a intenção de facilitar o nosso entendimento. A dublagem vai além de uma tradução literal, é uma versão brasileira.

Agora que você compreendeu (espero que sim) a necessidade de ter adaptações na dublagem, quero chamar a sua atenção para o charme disso: a zoeira!

Adaptações em dublagens geram muitas pérolas, que às vezes, são criticadas por fugirem muito do contexto original, contudo é algo que eu gosto bastante.

Da para passar uma vida citando vários exemplos. Talvez o maior exemplo disso seja a maior série de humor da história: Chaves.

Chavinho com seu humor pastelão e inocente marcou gerações e há inúmeras referências a artistas, programas e coisas típicas de regiões do nosso “Brasilzão”. Talvez a mais conhecida seja a ” Preferia ver o filme do Pelé”. No idioma original, o Roberto Bolanos diz que preferir o filme do Chanfle. Seja sincero, que graça teria? Muitas das adaptações do texto de Chaves aproximou o público da obra, que é a real intenção da mesma.

Poderia citar inúmeras pérolas em Yu Yu Hakusho, acho que além do anime ser tão bom, essa é a característica mais marcante e que faz grande parte do público lembrar do mesmo com tanto carinho, assim como acontece com (Des)Encanto e Rick and Morty.

Este último inclusive, tem um exemplo ótimo no qual o texto do idioma original traz um trocadilho, uma gíria americana e que traduzida ao pé da letra não faria o menor sentido. A cena trata de uma injeção que resolve impotência sexual e quando o Rick aplica essa vacina, o personagem manda a gíria americana. Aqui, a gíria foi dublada como “o gigante acordou”. Irmão, isso é sensacional! Eles conseguiram fazer um trocadilho e uma piada de duplo sentido ao mesmo tempo graças a adaptação.

Não tem como não falar de Percy Jackson, no qual Hades assume uma forma demoníaca e o Grover, dublado pelo Wendel Bezerra manda um “pode continuar na pegada do Zé Ramalho” KKKKKKKK! Ou também em Shrek 2, quando o burro associa um arbusto com a Fafá de Belém, quando na versão original ele referência uma cantora americana que provavelmente a maioria não iria conhecer.

Vale ressaltar que não é fácil fazer esse tipo de adaptação na hora de dublar. A dublagem precisa se encaixar com a sincronia labial, com a expressão, o jeito que tá falando. Então não é qualquer momento que dá pra fazer isso e fazer sentido ao mesmo tempo.

Saliento também, é interessante que dá pra passar a mesma mensagem de uma forma diferente, usando adaptação na dublagem.

Você pode interpretar que, às vezes, pode perder a identidade original da obra, mas adaptar um texto para dublar vai muito mais além do que uma tradução diferente. A equipe de dublagem tem uma missão que é ajudar no entretenimento entregue para vocês e a maioria das pessoas muitas vezes não tem noção do quão complicado possa ser.

Tenho esperança que meu texto fez te abrir os olhos acerca desse tema e se você não gostou do que eu disse, bom: “dane-se o mundo, que eu não me chamo Raimundo!”

1 Comment

  1. Victor says:

    Minha opinião: eu odeio essas adaptações, primeiro que a piadas além de fugirem do original, quebram o contexto que muitas vezes é histórico (como ums vez que fizeram piada com o Cosby e mudaram o comediante, deixando a piada sem nexo), além de ser forçado demais (como em Modern Family, que mudam um cantor para Pablo Vittar, o que deixa s piada sem contexto e sem sentido), enfim, além disso ser chato, não tem necessidade de mudar o original, imagina de fazem isso com um filme BR.

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *