NOTÍCIAS

A série de comédia mais necessária que você precisa ver ou rever!

Semana passada comecei minha Coluna falando sobre uma dublagem marcante em séries e isso me fez pensar o quão vasto seria esse assunto para mim. Então, parei para analisar quais foram basicamente as atrações que mais me marcaram com relação a série e a dublagem.

E me dei conta do quão vasto é esse terreno. As Visões da Raven, Chaves, Eu a Patroa e as Crianças, Todo Mundo Odeia o Chris, Um Maluco no Pedaço, Kenan & Kel, Arnold, Drake & Josh, Clube do Terror entre outros. São tantas séries que eu vi na TV aberta e que me marcaram, que eu poderia passar uma semana falando.

Do mesmo jeito que posso passar tempo falando das séries, poderia destacar vários episódios que me fizeram amar desde cedo a dublagem brasileira. Porém tem alguns em especial que eu gostaria de compartilhar e te convidar a refletir comigo sobre, pra ver se faz sentido os meus motivos.

Um Maluco no Pedaço é um seriado atemporal dotado de atuações incríveis e críticas sociais pertinentes. Personagens que são lendários, e uma ótima trama compõem essa série maravitop’. A cereja do bolo é a dublagem. O trabalho feito por Manolo Rey, Lauro Fabiano, Ronaldo Julio e companhia foi/é muito marcante! Essa série é tida por muitos em uma seleta lista em que TODO MUNDO assiste dublado.

A série que em tese era de comédia, havia tantos episódios dramáticos, sérios, críticos, alguns de fazer chorar. Quem não se lembra do episódio “A Nova Desculpa do Papai”? Tivemos um diálogo entre Tio Phil e Will totalmente improvisado e que terminou em choro dos personagens. Agora pense nessa cena, foi incrível de ver como os dubladores conseguindo passar todo o peso dramático que precisava; você sente a dor, desespero, solidão na inflexão deles e se deixa levar pela emoção, porque é notório que a pessoa se entregou fazendo esse trabalho.

Podemos usar outros episódios como parâmetro além desse, “Tiros em Bel Air” mostra o Will tomando um tiro por Carlton, o que tira o mesmo do sério. Há uma cena com os dois num quarto de hospital, no qual o Carlton quer fazer justiça com as próprias mãos que é tão fenomenal quanto a anterior citada. Ronaldo Júlio em sua voz conseguiu demonstrar toda a raiva e frustração do Carlton contra o sistema e a interação entre ele e o Manolo parece ser perfeita.

Falando na interação entre os dubladores, já repararam que a sintonia entre os Dubladores de Um Maluco no Pedaço é perfeita? Fico me perguntando se isso é questão de afinidade, qualidade, direção ou porque na época a dublagem era em grupo. Ou se é por conta de todos os citados anteriormente KK. Fato é que em nenhum momento a dublagem desse elenco deixou a desejar em questão de passar para o público a sensação de que eles estavam assistindo uma família de verdade.

Sobre isso tem um episódio que ressata os laços dos Banks: “A droga é uma droga”, esse episódio o Will ganhou drogas de um colega e o Calrton tomou por engano e quase morreu. No fim Wil assume a culpa em meio a toda sua família e temos ai uma cena maravilhosa, um Lauro Fabiano dando voz a um tio Phill autoritário e comovido; um Manolo com uma voz vacilante que alteava entre fraca e forte, mostrando que seu personagem estava confuso, culpado e triste.

Mesmo podendo citar mais situações e episódios acho que por aqui já basta. Creio que consegui trazer argumentos acerca de como esses episódios me marcaram e há uma grande chance de você se identificar com eles também.

Por hora fica aqui o meu até logo e até semana que vem, com outro texto 💚

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *