Compartilhe:

Aquela respiração pesada seguida do barulho de um sabre de luz, se você escutar isso pode saber que será a última coisa que vai ouvir. Não importa o quanto você corra, não existe escapatória nem para os mais rápidos.

Não é a toa que não existe um ser no universo de Star Wars que não tema , nem o seu próprio mestre Palpatine, passa tanto medo e intimidação quanto Vader passou no tempo em que esteve vivo.

(2015) #1”

Sua figura de impotência é muito visível nos filmes, dando aquele ar de imbatível e insuperável, até porque tudo que ele fez parecia ser feito sem esforço algum. 

James Earl Jones, o da versão norte-americana, favoreceu e muito pra essa fama do vilão, seu “vozeirão” arrepiou os pelos de todos que assistiram nos cinemas e até em casa, eu mesmo sinto até hoje, haha! Especialmente na icônica cena do “eu sou seu pai”.

Porém isso é somente para quem viu legendado! E na versão brasileira? Claro que foi do mesmo jeitinho. A primeira vez que assisti a saga foi dublado, onde, somente na primeira trilogia, está com a voz do já falecido , um que marcou muito minha infância. Só bem depois que reassisti tudo legendado e para mim, a qualidade se manteve a mesma.

Os arrepios foram os mesmos! E aquela sensação de aventura junto com a trilha sonora magnífica dos filmes foi a mesma também! Navas conseguiu e muito bem trazer o traço imponente de Vader e aquele peso que o personagem trás no clima. A voz grave, fria e calma, junto com a respiração pesada e no tempo certo, nossa! Ficou perfeito! Um dos motivos de sempre reassistir essa saga maravilhosa. 

Darth Vader se tornou um dos símbolos do mal da cultura pop, hoje em dia é muito difícil você achar alguém que não o reconheça, mesmo nunca assistindo um da saga. Toda vez que Vader aparece em cena sentimos aquele medo que todos  ali em volta com certeza estão sentindo.

Seu traje baseado em um samurai, misturado com um robô espacial caiu muito bem e ajudou ainda mais na hora de matar qualquer um de medo. Até a marcha imperial, música feita para o vilão, causa uma sensação de alerta nas pessoas até hoje.

Eu mesmo, uso de alarme, é tiro e queda, acordo na hora e assustado, já perdendo o sono automaticamente, haha!

No entanto, um bom antagonista não vive só de aparência, não é? Porque é que o temem tanto assim? Como vimos na segunda trilogia, Vader, desde mais novo tem uma forte conexão com a força, algo nunca visto antes.

Apesar das inúmeras falhas dessa trilogia, como roteiro e atuação, ainda é passado para a gente o trágico final de Anakin Skywalker e a origem infame de Darth Vader. Tudo isso só aumentou o poder do personagem que consegue com facilidade asfixiar qualquer um somente com o poder da força.

Vader se tornou um estrategista nato e todos os seus movimentos são friamente calculados. Nos filmes acabamos não vendo tantos feitos do vilão, mas em jogos e animações conseguimos ver mais um pouco de seu incrível poder.

Star Wars: A Guerra dos Clones é a melhor animação já feita de Star Wars na minha opinião e mostra com muito mais clareza, drama e detalhes a história de Anakin Skywalker, antes de se tornar Darth Vader. 

Não podemos esquecer também do belo arco de redenção do vilão na primeira trilogia, pois começamos o temendo, mas terminamos com uma certa pena na cena onde ele morre para Luke, já que suas últimas palavras são explicando que seu filho estava sempre certo, além de ser a única cena onde vemos o rosto do personagem.

Mesmo ele sendo um dos sith mais poderosos que já existiu, no final, ele acabou se rendendo e para mim, ele deixou Luke o matar, afinal, ele nunca assassinaria o seu próprio filho. 

“Star Wars: O Retorno de Jedi”

O cara é sensacional nos filmes, nas animações e nos jogos, mas e nas HQs? O negócio é pior ainda! Pra quem leu ou ainda lê os quadrinhos de Star Wars, sabe que Vader se mostra muito mais nesse meio, realizando feitos totalmente absurdos e de cair o queixo da boca.

É nas histórias em quadrinhos dele que você entende realmente porque todos temem tanto esse vilão. 

Já foram lançadas, até hoje, mais de 5 HQs focadas somente em Darth Vader ao longo dos anos, cada uma com em média 20 edições. E parece que quanto mais HQs lançam, mais o bicho fica forte e mais ele mostrava do que ele é capaz de verdade.

Primeiro que vemos Vader inúmeras vezes travar batalhas contra exércitos inteiros armados de blasters e inúmeras armas e sair sem nenhum arranhão! É dito nas HQs que o temido vilão é capaz de estourar o coração de qualquer um apenas com o poder da força! 

Contra três exércitos inteiros de rebeldes ele simplesmente ativou as granadas de todos com a força, não deixando nenhum sobrevivente. Logo em seguida ele ainda conseguiu desviar um tiro de blaster de um canhão! Apenas com o seu sabre de luz! O cara é imparável!

Cansado disso, Han Solo pegou um AT-AT, robô gigantesco que anda em quatro “patas”, e foi atrás de Vader. Quando Solo estava para o esmagar, o vilão tranquilamente para uma das patas do robô com a força e escapa.

Lembrando que em uma HQ ele corta todas as pernas de um mesmo AT-AT com seu sabre, imagina isso nos filmes!

“Darth Vader (2015) #13”

Agora, o maior feito de Darth Vader já visto nas HQs foi ter matado o Ender sozinho, uma criatura maior que uma montanha. Mas como? Esse ser é capaz de gerar fogo a partir de sua garganta e ao saltar em direção ao monstro com uma espécie de cavalo, Vader esperou esse fogo se formar e logo fechou a mandíbula dele com a força, fazendo aquilo explodir dentro da boca do Ender.

Logo em seguida ele rasga a garganta do monstrengo com seu sabre e vai embora em sua nave, como se nada tivesse acontecido.

“Star Wars: Vader: Dark Visions #1

Agora você entende porque em Star Wars: Rogue One, o pessoal se cagou de medo na cena do corredor né?! Darth Vader é insano ou não é?

Dubladores de Darth Vader no Brasil:
(1942- 2016)
– PÁDUA MOREIRA
– SÉRGIO FORTUNA

Diz aí o que você acha desse vilão que marcou décadas!


Compartilhe: