Compartilhe:

Fala meus amigos, tudo bem por ai?

Decidi hoje falar um pouco sobre a pandemia de coronavírus (COVID-19), um assunto que não sai do nosso dia-a-dia, mas calma, vou falar sobre dublagem também.

Recentemente, andei dando uma olhada nas novidades da Netflix e PrimeVideo e notei que alguns filmes e seriados não continham uma versão com dublagem em português do Brasil, apenas as legendas. O motivo: proteger os dubladores que estavam em casa e não poderiam dublar.

Felizmente, alguns dubladores tem como gravar em suas casas, mas não é o caso de todos e assim como nós, que estamos tentando fazer a nossa parte para impedir o aumento do contágio, óbvio que eles também tem todos os direitos de ficar em casa e se proteger, principalmente os dubladores do grupo de risco.

Confesso que fico triste de não ver os produtos dublados e espero que quando as coisas melhorarem, as empresas decidam dublá-los, pois muitos desenhos eu comecei a acompanhar dublado e ver animação dublada me dá aquela sensação e nostalgia gostosa de quando éramos crianças e assistíamos desenho no sofá da sala depois de voltar do colégio.

Não sei como canais pagos e as distribuidoras que estão lançados filmes e animações estão fazendo para dublar seus projetos (se foram dublados antes da pandemia ou se estão sendo dublados remotamente).

No início de junho deste ano, nós fãs de animação fomos terrivelmente informados que a aguardada animação Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips, que conclui o universo estendido dos filmes animados da DC Comics, chegou para locação e venda digital, mas infelizmente com todas as vozes alteradas de seus personagens.

O Guilherme Briggs se pronunciou sobre o caso em suas redes sociais: “O que posso dizer por mim e por vários colegas dubladores é que estamos em quarentena em casa, dublando remotamente, em home studio, para preservar nossas vidas, de nossas famílias e por conta de nossa empatia e consciência humanitária, para achatar a curva do contágio”.

Acredita-se que as dublagens podem estar sendo feitas fora do Brasil, em Miami, nos EUA, já que uma das dubladoras, Fabíola Giardino (voz de Diana/Mulher-Maravilha) reside nos EUA.

Outros dubladores também estão sendo substituídos em seus trabalhos, só porque decidiram não quebrar a quarentena no mês passado, como foi o caso do Charles Emmanuel, que em suas redes sociais informou que a Netflix Brasil o substituiu em duas séries que estrearam recentemente.

Em meados de maio, uma matéria publicada no site Notícias da TV, do jornalista Daniel Castro, mostra que os estúdios de dublagem estão aos poucos tentando se adaptar a nova realidade imposta pelo coronavírus e que novas regras e cuidados estão sendo tomados, o que aumenta tanto os custos quanto o tempo de uma produção.

Aqui mesmo no nosso canal, do Versão Dublada, o nosso querido amigo Ygor bateu um papo com a atriz, dubladora e diretora de dublagem Maíra Góes que falou um pouco sobre o assunto e sobre as novidades no seu estúdio, a Beck Studios. Vale super a pena conferir, para vocês entenderem um pouquinho dos acontecimentos:

São nesses períodos que estamos vivendo que notamos o quanto a cultura e o entretenimento são importantes em nossas vidas, pois sem filmes, seriados, livros e músicas, acredito que seria bem mais difícil passarmos por esse período tão ruim que estamos passando, cheio de noticias tristes e ruins.

É a cultura que está nos fazendo ter um respiro. Ou vai me dizer que você não consumiu nada nesses mais de 100 dias de caos que vivemos no Brasil?

E outra coisa, como a dublagem é importante para muitas pessoas. No meu caso, eu gosto de consumir produtos dublados por ter uma grande paixão pela profissão e por conhecer alguns dubladores. Mas você já parou para pensar nas pessoas cegas ou que tem dificuldade em ler, o quanto a dublagem ajuda a deixar o produto chegar em mais pessoas?

Honestamente, espero que os produtos que não foram dublados durante a pandemia cheguem em breve aos serviços em versões dubladas, mas queria aproveitar que na última semana, no dia 29 de junho, foi comemorado o Dia do Dublador, para parabenizar a todos os dubladores brasileiros, pois o trabalho deles é importante para muita gente.

Tinha até cogitado escrever uma matéria falando do meu dublador favorito, mas achei melhor falar um pouco de como a dublagem vem fazendo falta em tempos como esses, mas que é importante que os dubladores se protejam trabalhando de casa ou ficando como nós seguros em casa.

Espero que todos vocês estejam bem e seguros também! E claro, nos vemos logo logo por aqui.


Compartilhe: