“Eu entendo o poder que a minha voz, mesmo estando por trás de personagens, tem na casa e na vida de cada um do Brasil que ouve filmes e projetos dublados esses anos todos.”, .

é uma atriz, narradora, professora, , diretora de , vlogueira e youtuber brasileira. É conhecida por dar voz a , , da série , em Eu, a Patroa e as Crianças, a em Digimon, e muitas outras personagens que atravessaram e inspiraram , além de ser a voz feminina da de Televisão.

“Eu me sinto privilegiada por ter sido a escolhida para estar ali como a voz feminina de uma emissora, que não é qualquer emissora, é a maior emissora do país a mais de cinquenta anos. Existe uma voz feminina e eu fui a escolhida”, relembrou Mabel durante a entrevista.

O trabalho de requer muita atenção e apreço com a qualidade do produto final. Entrar na casa das pessoas é uma grande responsabilidade e cumpre esse papel de forma magnífica, seja nos desenhos da manhã, na série de comédia que passa na hora do almoço ou do filme que escolhemos ver à noitinha. “É muito amor! Eu acho que isso define”, conta Mabel.

Como todos que um dia passaram pela Herbert Richers, Mabel lembra com carinho dos momentos vividos lá e, principalmente, do “Momento Pátio”: “Era no pátio que as relações aconteciam”.

Mabel- Sociedade da

Durante o bate-papo, muitas curiosidades surgiram, como o desafio de dublar uma personagem russa em Indiana Jones e a Caveira de Cristal e as divertidas dublagens de comédia. Dublar durante muito tempo traz experiência, mas os atores e dubladores nunca param de aprender. “O dublador tem que ser generoso o suficiente para fazer o que a atriz está fazendo, não o que eu quero fazer”, pontuou Mabel.

Além de e diretora de dublagem, também possui uma carreira significativa como professora, influenciando positivamente tanto dubladores iniciantes, como os mais experientes. “Eu entendi que dando aula eu me tornava uma melhor.”, contou ao .

Uma pergunta intrigante: o que será que a Mabel prefere? ou Eu, a Patroa e as Crianças e o que será que ela ainda espera da dublagem? “Foi fazendo Eu, a Patroa e as Crianças que eu entendi que tinha timing para a comédia”.

Mas não só de filmes, séries e desenhos é feita a carreira brilhante de Mabel Cezar. Ela também deixa sua marca em games com o mesmo apreço e qualidade. “Quando eu vou fazer a localização de um game, para achar aquela mesma verdade, eu faço como se fosse trabalho de atriz na dublagem”.

Esse é um vídeo que eu já assisti centenas de vezes e não me canso de rever. É tanto talento e admiração em uma mesma pessoa que não há como não se sentir inspirado. Se você ainda não viu, não sabe o que está perdendo. Que tal ver comigo mais uma vez!

Como diria Mabel: Sejamos todos #DefensoresDaDublagem

Compartilhe: